VOLKSWAGEN UP TSI GANHA QUASE 20 CV COM PREPARAÇÃO ELETRÔNICA NACIONAL [VÍDEO]

Durante muito tempo, a preparação eletrônica com os famosos “chips de potência” dominou a cena nas oficinas especializadas. Hoje, ele não está mais na moda e as alterações dos parâmetros em busca de cavalos extras é muito mais simples, eficiente e até mais barata. Um bom exemplo é a nova interface da Herrera Motorsports, um piggyback desenvolvido no Brasil (e também para nosso combustível), especialmente voltado para carros turbo. “Por muitos anos, preparamos carros com interfaces importadas. Hoje, temos um produto feito especialmente para o mercado brasileiro”, explica Bruno Herrera, durante o teste de um VW Up! TSI em seu dinamômetro.

 

Entre as vantagens do piggyback, segundo o preparador, está a velocidade de instalação, pois para a linha VW e Audi, por exemplo, é trampo do tipo “plug and play” — além de não ser necessário manipular a ECU (módulo de injeção) nem cortar o chicote original. “Quando não é necessário remover o protetor de cárter, fazemos o trabalho em torno de duas horas. No caso de outros turbinados originais, a oficina precisa de um dia inteiro para efetuar o serviço”, explica Herrera.

 

No vídeo, você confere um “antes e depois” da preparação. Lembrando que a aferição é feita nas rodas e existe a perda de transmissão para chegar ao número de potência no motor. Para esse ganho rápido de certa de 20%, já que foi de praticamente 100 cavalos para quase 120 cv, o custo é de R$ 2.100.


Compartilhe